igreja-ot

Sobre a Shekinah

Nós somos uma Igreja Batista. As Igrejas Batistas Independentes têm a sua origem em Ôrebro, Suécia, onde os Batistas Europeus têm uma agência missionária que prepara e envia pastores para todos os continentes do mundo. Em 1912 chegou ao Brasil o missionário Erik Jansson para fundar o trabalho Batista no município de Guarani das Missões no Rio Grande do sul. Era resposta ao veemente apelo de várias famílias de colonos suecos que residiam naquela cidade.

A partir daquele município Gaúcho começou o trabalho Batista em solo brasileiro, com construção de igrejas, escolas e trabalhos sociais. Desde a chegada de Erik Jansson os Batistas suecos não deixaram mais de enviar missionários, investindo na abertura de novas igrejas, seminários teológicos e na preparação de pastores nacionais. Hoje as Igrejas Batistas se espalharam por todo o país e nos tornamos uma das principais igrejas evangélicas do Brasil.

Somos Filiados a CIBI – Convenção das Igrejas Batistas Independentes. Fundada no Brasil desde 1912.

Pr. Jorge Inácio dando início à obra em 1980, na Trav. Paraná (Sovaco da Ovelha). No segundo culto houve uma conversão de um adolescente com o Pr. José Félix. No terceiro culto houve a conversão do irmão Bento (Ex-Frei da Igreja Católica), após fazer a leitura do Livreto Princípios da nossa fé. Fazendo um trabalho de evangelismo estratégico e persistente conseguimos a conversão de muitos jovens, entre eles o Pr. André.

Todos os sábados após a oração o Pr. André, as imrãs Jôse e Eliete saíam uniformizados para evangelizar nas ruas de Maceió, Em 1980 foi consagrado o Pr. José Antônio Moura dando continuidade ao trabalho. Mudamos para a Av. Walter Ananias em Jaraguá onde passamos 05 anos.

Em 1990, o Pr.José Antônio Moura se ausentou deixando o trabalho nas mãos do Pr. André Luís Pedro. O Pr. Antônio retornou em 1992 reassumindo e dando continuidade.

Com o tempo o trabalho foi crescendo e com a ajuda da CIBI compramos um terreno. Com muito trabalho de evangelismo nas ruas, conseguimos abrir pontos de pregação para celebrar nossos cultos no Vergel, Brejal, Clima Bom I, Clima Bom II, Jacintinho e outros.

Compramos nosso prédio atual em 2004, na Rua Escrivão José de Souza, nº 17, Poço.

I. Cremos:

1. na Bíblia como palavra de Deus, escrita por homens vocacionados e preparados por Deus, os quais sob a inspiração do Espírito Santo expressaram a mensagem divina, que pode ser transmitida a povos de qualquer raça e cultura;

2. num só Deus Triúno ( Pai, Filho e Espírito Santo), Criador de todas as coisas, governador do universo, o qual é justo e amoroso para com todos;

3. que o ser humano foi criado á imagem e semelhança de Deus, tornando-se pecador, pelo que a imagem de Deus nele foi mutilada;

4. que Deus enviou seu filho Jesus Cristo a este mundo como salvador, o qual se tornou em corpo físico, semelhante ao homem, morreu na cruz e ressuscitou fisicamente e ordenou aos seus discípulos que pregassem o seu Evangelho a toda criatura. Tendo sido Ele assunto ao céu, à direita de Deus Pai, há de voltar para estabelecimento do reino de Deus e julgamento do mundo;

5. que o ser humano só pode ser perdoado e salvo do pecado e de suas conseqüências eternas, crendo na obra expiatória de Jesus Cristo na cruz, mediante o arrependimento por obra do Espírito Santo nele;

6. que a salvação é pela graça de Deus, sem méritos da parte do ser humano. Todavia, a salvação pela graça se traduz em obras do bem praticadas pelo cristão;

7. que a igreja, instituída por Jesus Cristo, e composta de pessoas convertidas e batizadas conforme a ordenança do Senhor, tem a tarefa de proclamar as boas novas para a salvação do homem pecador, anunciar e mostrar a prática de justiça entre os homens, denunciando toda sorte de iniqüidade individual e social, assim como toda sorte de opressão que degrada o ser humano;

8. que o verdadeiro crente recebe a unção do Espírito Santo, que o santifica e capacita com os dons específicos para exercer o serviço divino entre os seres humanos; cremos, também, que o batismo no Espírito Santo é uma experiência definida, sendo uma operação do Espírito distinta da obra e regeneração, e que o crente sabe se o recebeu ou não;

9. que a manifestação plena do reino de Deus só se dará com a intervenção divina pela vinda pessoal de Cristo a este mundo; e

10. na ressurreição dos mortos e no estado final e eterno dos salvos junto a Deus, e na separação daqueles que obstinadamente permaneceram na prática do mal.

II. Ensinamos sobre a Igreja:

11. que é uma instituição divina, organismo; e que, ao mesmo tempo, é uma organização com caráter jurídico;

12. que os membros da Igreja têm todos os mesmos direitos e deveres, podendo haver entre eles privilégios estatutários;

13. que os que presidem na Igreja são constituídos por Deus, devendo ser amados e respeitados;

14. que, para a conservação doutrinária, a Igreja adota princípios de conduta moral e cristã que seus membros devem acatar. Caso estes princípios sejam rejeitados, a Igreja reserva a si o direito de exortar o faltoso, suspendê-lo de algum privilégio e, se for o caso, excluí-lo;

15. que, a fim de se manter, e desenvolver suas finalidades, a Igreja contará com a contribuição de seus membros, tais como dízimos, ofertas, doações; e

16. que as ordenanças da Igreja compreendem o ato batismal e a celebração da Ceia do Senhor.

III. Ensinamos sobre os Membros:

17. o membro será admitido na Igreja mediante profissão de fé e batismo, consoante o previsto no estatuto, nas categorias de efetivo e/ou agregado;

18. o membro será demitido e/ou excluído da Igreja conforme o estatuto. Para exclusão haverá justa causa. Esta, além do rol previsto no estatuto, será também tipificada pelos seguintes atos;

19. prática de vício contumaz – embriaguez, uso e tráfico de drogas, tabagismo, bebidas alcoólicas; e

20. imoralidade sexual, fora da relação matrimonial, que compreende prostituição, favorecimento à prostituição, fornicação, pedofilia, estupro, homossexualismo, lesbianismo, bestialismo, adultério e demais casos previstos em lei.

IV. Ensinamos o que o Cristão deve:

21. ter uma vida norteada pelo seu amor a Deus e ao próximo;

22. ser fiel a Deus, à Igreja e às leis de seu País;

23. ser honesto no seu falar e agir;

24. participar da vida política do País, podendo votar, ser votado para cargos públicos, contribuir para o bem estar da comunidade;

25. zelar pelo princípio da vida;

26. observar, quanto ao casamento, o princípio bíblico pertinente, isto é, uma união conforme a mesma fé cristã;

27. zelar pelo princípio da solidariedade e da comunhão com seus irmãos de fé;

28. somente falar a verdade, seu testemunho em juízo ou fora dele, haverá de ser fiel.

Diretoria:

Presidente – Pr. José Antonio de Santana Moura

 1º Vice-Presidente – José Edson dos Santos

  2º Vice-Presidente – Pr. Raimundo Bezerra Mascarenha

1º Secretário – Dc. Marco Antonio William

  2º Secretário – Mb. Marcos Pimentel do Nascimento

1º Tesoureiro – Mb. Solon Lopes Ramos

 2º Tesoureiro – Pb. Waldinei dos Santos Farias

 

 Conselho Fiscal:

1º Membro – Pb. Eliel José de Morais

 2º Membro – Mb. Ivan Soares de Lima

 3º Membro – Mb. Antônio Omena Filho

 

Pastores Auxiliares:

Pr. Marco Guerra

Pr. Claudionor Brasil

diretoria

Da esquerda pra direita: Antônio Omena, Ivan Lima, Solon Lopes, Marcos Pimentel, Marco Antonio, Pr Raimundo Bezerra, José Edson, Pr. Antônio Moura.

Ministério de Louvor & Adoração Shekinah

Liderança:

Carlos Antonio Santos – Líder &Ministro de Louvor   –   Lucas Moura – Ministro de Louvor   –   Wesley Richard – Ministro de Louvor

Visão:

“Inspirar e servir ao corpo de Cristo adorando a Deus e proclamando evangelho através da música”

Missão:

“Edificar a igreja através de momentos de adoração, comunhão e celebração, criando uma atmosfera propícia a manifestação da presença de Deus e confraternização dos membros da igreja.”

 

Escola Bíblica Dominical

A Escola Bíblica Dominical é imprescindível para o nosso crescimento espiritual. Independente de ser novo convertido ou não, porque a Palavra de Deus é viva e se renova a cada dia. Compartilhamos estudos com temas abordados em nossas revistas em grupos formados por faixa etárias diferentes.

Nosso Material é Confeccionado pela Editora batista Independente RED

Temos a Sala de estudos para Crianças, Adolescentes, Jovens e Adultos.

 

Mulheres Shekinah

Liderança:

Presidente – Isolda     –     Vice-Presidente – Pra. Tânia     –     Secretária – Simone     –     Vice_Secretária – Yolanda

Tesoureira – Tânia     –     Vice-Tesoureira – Dil     –     -Líder Cantina – Nil     –     Auxiliar de Cantina – Penha

Comunicação – Emozita     –     Eventos – Mariany, Neide Dorneles, Ana Ferreira e Márcia

Louvor – Rosangela e Luciene

Visão:

“Abraçar-mos a obra do Senhor e com a nossa fé e união, anunciar a verdade do evangelho de Cristo.”

Missão:

“Ter um encontro pessoal com Cristo e ganhar almas para o seu reino.”

 

Homens Shekinah

Visão:

“Ganhar vidas com o grupo fortalecido”

Missão:

“Propagar a palavra de Deus.”

 

Coral Evangelístico Shekinah

Regente: Arthur Victor Silva Veiga     –    Co-regente: Marcos Pimentel     –     Secretários: Marcos William e Ivan Soares

Visão:

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem”, (João 4: 23).

Missão:

Dispor-nos a Deus com nossos dons, talentos e aptidões, mas acima de tudo, com a totalidade de nossas vidas.

 

Crianças Shekinah

Como funciona:

Dispomos de salas de acordo com as idades, e para cada turma trabalhamos com uma programação adequada para a idade.

Nossa programação:

Das 18Hs as 19Hs – Escola Dominical

Das 19Hs as 20Hs – Culto

Finalizamos com a distribuição de lanches, que são doados por alguns membros da igreja,  com muito amor e carinho para nossas crianças.

Nosso objetivo:

Levar ao conhecimento das crianças a Palavra de Deus de forma lúdica, despertando o prazer de servir ao Senhor.

Liderança:

Anadege Omena – Líder     –     Marta Verônica – Vice-Líder

 

Surdos Shekinah

Como funciona:

Dispomos de um local especial para nossos irmãos cultuarem ao Senhor, onde nossos intérpretes transmitem aos irmãos com deficiência auditiva a Palavra de Deus, louvores e etc.

Nosso objetivo:

Nosso objetivo é evangelizar, discipular e socializar os surdos na Igreja.

Outros trabalhos com Surdos.

– Estudos Bíblicos – Sexta-feira   –   Ensaios de Peças Teatrais – Sábado (em Planejamento)   –   Domingo – Culto com a ajuda da Intérprete

Liderança:

Noélia Veiga – Líder

Equipe:

– Noélia Veiga     –     Isabelle Moura

 

Juventude Shekinah

Como funciona:

Clube do Livro – Reunião mensal dos jovens para debates e dúvidas sobre temas do cotidiano tendo como base os ensinamentos bíblicos.

Evangelismo – A Juventude está em parceria com dois projetos evangelísticos: O projeto PAZ EM CASA, e mensalmente os jovens fazem evangelismo em diferentes bairros da cidade, levando a Palavra de Deus de maneira criativa. E o PROJETO ESTER, onde participam de evangelismo em diversos hospitais e orfanatos.

Possuímos um grupo no facebook: JUVENTUDE SHEKINAH

LIDERES: Carla Veiga e Solon Ramos

A Igreja Batista Independente Shekinah vem durante esses anos anunciando o Reino de Deus com base única e exclusiva na Bíblia Sagrada. Nós também apoiamos Campos Missionários desde o início com muita dedicação e zelo.

 

Ministério São Miguel dos Milagres – AL

 Pb. Arlindo Rafael – Responsável

 Congregação Bom Parto – Maceió – AL

 Pb. Evanildo – Responsável

Ministério Restinga – Porto Alegre – RS

 Mis. Laureci Guimarâes Inácio – Responsável

Lar Batista Marcelina Magalhães – AL

Desafio Jovem – AL

Se você sente o desejo ardente no coração de ajudar também uma obra missionária, entre em contato conosco e daremos os dados para depósito ou entrega pessoal nos Campos acima citados. Mas, se não for possível, você pode ajudar também em oração.

Honraria é o reconhecimento pelos serviços prestados pelo religioso à sociedade maceioense.

A Câmara Municipal de Maceió concedeu, nesta segunda-feira (5), o título de cidadão honorário ao pastor da Igreja Batista Independente, José Antônio de Santana Moura. A outorga foi proposta pelo vereador Luiz Carlos Santana (DEM) e aprovada por unanimidade pelos vereadores, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à sociedade maceioense pelo pastor.

O parlamentar destacou a importância do momento para ele e os que acompanham o trabalho do pastor. “Para mim é uma honra muito grande fazer essa homenagem a um homem tão querido por todos nós, que transmite alegria, paz, palavra de conforto”, disse.

Vice-presidente da Associação de Delegados de Polícia de Alagoas, Robervaldo Davino, disse que o pastor José Antônio é um amigo, “que chegou em Alagoas há 32 anos, oriundo da cidade de Caruaru, em Pernambuco, e que tive a grata satisfação de conhecer quando passei a frenquentar a Adesg [Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra]. É um grande homem, mais do que merecedor dessa e de outras homenagens”, afirmou.

Maria das Graças Dias, representante da Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal), disse que para ela é um honra participar de uma homenagem ao “nosso pastor e seus seguidores em Cristo”.

Emocionado, o pastor Antônio Moura agradeceu a Deus, leu uma passagem bíblica e destacou a importância do evangelho que, segundo ele, o trouxe a Maceió. “Estou aqui por causa do amor ao evangelho. Nosso trabalho é o de levá-lo a todas as pessoas, independente da classe social”, afirmou, ao dizer que se sente de fato um cidadão maceioense. “Cheguei aqui aos 22 anos, sozinho. Agradeço a acolhida. Nada melhor do que servir a Deus e a todos que me acolheram. Agradeço ao vereador Luiz Carlos por este título. Minha esposa e meus filhos são alagoanos. Tenho 54 anos. Estou há 32 anos aqui e sinto-me alagoano”.

Natural de Caruaru (PE), o pastor Antônio de Santana Moura, é bacharel em administração, teólogo, pós graduado em política, professor de ensino religioso, vice-presidente da Ordem dos Pastores Independentes de Alagoas.

Prestigiaram a solenidade amigos, parentes e pastores, que destacaram o trabalho realizado pelo pastor Antônio Moura, não só para os evangélicos, mas para toda a sociedade.